Artigos

Mais Artigos


Veja Todos

Inicial Artigos 65 Baixos Antes de Morrer - Parte Final


65 Baixos Antes de Morrer - Parte Final

   Por Ariel N. Andrade

Dando continuidade aos posts direito daqui da Inglaterra com as coisas que encontro por aqui que acho interessante passar pra vocês coisas desde bandas na noite até artigos em revistas de baixo inglesas. O post de hoje vem de uma matéria super interessante da revista Bass Guitar Magazine que li esta semana que falava sobre os 65 baixos que você deve tocar, testar, ouvir e quem sabe até comprar antes de morrer se quiser se chamar de um verdadeiro herói do baixo. Na mesma não aparecem fotos de todos os modelos por isso dividi este assunto em algumas partes, já que tive que fazer uma pesquisa pra poder encontrar fotos de quase todos os modelos, uma vez que alguns citados na matéria foram impossíveis de encontrar; aqui vai a parte final espero que vocês se divirtam.

19. Status S2 Classic

 Apresentado em 1981, o Status era a revelação. Baixos Headless já vieram antes mas nenhum com um corpo inglês tão sólido, o que lhe garantiu além do ótimo timbre uma certa reputação pioneira.



18. Carl Thompson '$10 Million Bass'

Não ele não custa 10 milhões, é apenas o nome dado à este baixo construído para o baixista do Primus, o grande Les Claypool que de uma forma ou de outra torna este baixo, sem preço. 
 
 
 
 
 
17. Modulus Quantum

Baixistas de todas as "tribos" apreciam este contrabaixo, seja pela sua força, timbre ou conforto. Um dos grandes apreciadores é nada mais, nada menos do que Flea (RHCP).









16. Steinberger Synapse

 A marca registrada das bandas nos anos 80, continua sendo amada até os dias atuais. Seu look diz FUTURO.













15. Ampeg AUB-1

Somente cerca de 1,100 unidades desta loucura de baixo foram feitas, sendo que o mais novo deve estar completando 40 anos. Você realmente terá trabalho de encontrar um destes que foi o primeiro fretless do mundo.













14. Yamaha BB

Pesado, duro o só para homens de verdade? ele é amado por baixistas de estilos diversos como Nathan East e Glenn Hughes por uma razão - tocar ele é como um sonho. Desde os originais de 1970 até os atuais super BBs eles apresentão uma ligação eletrônica limpa e perfeita, e uma tocabilidade especial.




 
 
 
13. Wal Pro Series

Considerada a jóia do rock pelos gurus do baixo.



 
12. Hofner Violin Bass

Famoso pelas mãos do mestre Paul Mccartney, o Hofner deixou de ser um instrumento barato dos anos 60 se tornando um top de linha hoje em dia. Timbre característico continua frequentando os maiores estúdios do mundo.












 
11. Gibson EB-1

Dono de um super médio, apreciado e famoso pelas mãos de Jack Bruce esta jóia foi o primeiro baixo feito pela Gibson.











10. Aria Pro II

Usado com frequência pelo bass hero do metallica Cliff Burton durante os anos 80. Marcado pela versatilidade de seus dois jogos de captadores.




9. Alembic Series I


Mais 'slapável' que qualquer outro, o Alembic vem atraindo vários dos maiores baixistas do mundo no decorrer das décadas, sua qualidade é inquestionável.













8. Overwater Progress

O luthier Chris May passou décadas refinando a arte de construção de baixos e este é os eu resultado final, só por esta história você já pode imaginar a qualidade do produto.











7. Warwick Thumb NT

Aquele som de madeira que você busca, a melhor venda da Warwick nesta última década possui.














6. Spector NS-2 Doug

Slap, pizzicato ou palheta será muito bem recebido por este baixo projetado para o baixista do living color, Doug Wimbish.















5. Gibson Thunderbird IV

Dificilmente haverá um baixista que não tem uma "queda" pelo bom e velho Tbird, se não tiver no mínimo não tem coração. O timbre, a beleza e a história deste instrumento transpõe qualquer dificuldade.



4. Fender Precision 

O precision é o verdadeiro baixo da massa. Apesar de já ter mais de 60 anos, muitos acreditam que este instrumento nunca será superado e nunca se tornará algo ultrapassado ou de mal gosto.













3. Music Man StingRay


Há uma razão para que este baixo esteja entre duas lendas: eles compartilham das melhores características que seu co-autor Leo Fender destacou quando apareceu com seus instrumentos graves. Tom único, versatilidade, conforto e fina qualidade de produção fazem deste instrumento um dos mais tocados da história.




 
2. Fender Jazz Bass

Podiamos falar um milhão de motivos que demonstre a importância deste baixo para a história da música, mas resolvemos resumir a uma pequena lista: Adam Clayton, Tim Commerford, Chris Wolstenholme, Darryl Jones, Dabe Pegg, Flea, Geddy Lee, Grag Lake, Jaco Pastorius, Marcus Miller, Sting, Verdine White, Victor Bailey.........Continua....Continua.....e Continua.











 
1.O tão esperado - Rickenbacker 4001/3


Paul Mccartney, Chris Squire, Roger Glover, Cliff Burton, John Entwistle, Robert Trujillo e muitos outros em algum momento transformou este baixo em seu baixo oficial sendo pra gravação ou pro ao vivo. Sendo o 4001 (1961-81) ou o seu sucessor 4003 (82 até os dias atuais) eles fizeram a história da música um pouco mais sofisticada e bela, sem dúvida é o contrabaixo mais clássico do mundo.


Deixe seu comentário!! 
 


Comentários

03 JUN 09h02
lxqpzv

yB8V7i poigiedokbpp, [url=http://jhwqgnjdmayw.com/]jhwqgnjdmayw[/url], [link=http://oawukkywxdme.com/]oawukkywxdme[/link], http://mwtvnsslglda.com/